Taça vazia

Artificialidades e uma garrafa de vinho vagabundo sobre a mesa. Não era apenas a sua taça que estava vazia...Queria ser feliz a partir de uma realidade banal e, entre tragos, apenas tangenciava a vida.

Anúncios

“A Praça do Diamante”, de Mercè Rodoreda

"...ainda que no mundo haja tanta tristeza, ele sempre ainda pode ser salvo por alguém com pouco de alegria.” - Mercè Rodoreda Esta frase do posfácio sintetiza meu sentimento ao terminar de ler “A Praça do Diamante”, de Mercè Rodoreda. Nesta obra, a autora nos apresenta Natália, uma jovem vendedora de doces, que viveu em... Continuar Lendo →

Quais as suas não-metas para 2018?

Inventei de fazer uma lista de metas para 2018. Me surpreendi em não ser capaz de ir além da primeira, “Viver mais". Banal? Talvez , mas para mim com um grande significado. Afinal, para "viver mais", fui obrigado a refletir sobre uma lista de metas “às avessas", com sinal trocado, ou seja, daquilo que preciso... Continuar Lendo →

Verde, amarelo e vermelho

Verde, amarelo e vermelho. Foi por meio destas cores que estabeleceu sua conexão com o mundo. Logo, descobriu o significado de ser desprezado e, em pouco tempo, toda a matéria prima da qual era feita sua inocência se decompôs. Se tornou relevante à sua maneira.

Abstinência

De súbito, angústia, irritação e urgência. Tudo passou quando encontrou o que mais precisava... uma tomada elétrica. Foi apenas mais uma crise. Afinal, sua vida cabia no bolso e tinha baixa autonomia.

2+2=5

Achava que era o resultado de uma equação matemática. Planejou tudo como uma linha reta. Até descobrir que na vida 2+2 = 5. Seu mundo caiu. Sentiu-se perdido. Mal sabia ele que acabava de se encontrar...

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑