De qual matéria-prima somos feitos?

Aqui estou, mero rascunho de algo que não conheço... Cansado do vazio e da infinidade de nadas, nos quais o ornamental assume-se como o essencial. Toda civilidade se apresenta como uma fina camada de verniz, que com um simples arranhão se fere. Afinal, de qual matéria-prima somos feitos? A procuro….

Anúncios

O desejo por armas, o sentimento de impotência e o medo da castração: uma breve reflexão sobre uma temática atual

Prezados, gostaria de apresentar uma breve reflexão sobre um tema atual que tem despertado uma calorosa discussão nas redes sociais: armar ou não a população. Atualmente é bem evidente que, diante uma criminalidade epidêmica, alguns clamem pelo direito de se armar, vendo nisto uma possibilidade de auto-defesa e de redução da violência. No entanto, pelo... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑